Tudo o que eu escrevo é de improviso. Um improviso pensado.

.posts recentes

. Reforço positivo

. Tenho rezado todos os dia...

. Relembrando Eça

. Marx avisou

. Onde arranjar metáforas?

. Esperar é uma virtude

. Aprender uma língua

. A culpa é do remador

. Ralhar não dói

. Escrever também cansa

.arquivos

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2008

Aprender uma língua

 

 
Começamos  o dia com Matemática.
Dois quadrados de cartolina verde para dividir ao meio: quatro triângulos equiláteros.
Os alunos montaram uma árvore de natal sobrepondo os triângulos na vertical numa folha de papel cavalinho.
 
A instrução no quadro dizia:
agora decorem a árvore com:
- meia dúzia de pinhas
- uma dúzia de bolinhas
- meia dezena de presentes
- uma dezena de sinos
 
Nichita, que integrou a turma em Abril, vindo directamente da Moldávia sem saber uma palavra de português lá vai na aprendizagem da sua segunda língua de vento em popa.
Diariamente faz perguntas num sotaque romeno acentuadíssimo:
- Professora – perguntou hoje – o que é pinhas?
 
Desenhei um pinheiro – nunca desenhei tanto na vida – e, no meu traço desajeitado para o desenho, fiz algumas pinhas.
 
A Bruna lembrou-se que os campos da escola tinham pinhas e foi buscar uma para o Nichita ver.
 
Acabamos o dia com Língua Portuguesa.
“o gato tem medo do pato. O pato tem medo do gato. O rato tem medo do rato e o pardal não tem medo de ninguém” (mas quem é que escreve estas coisas para os miúdos?)
 
- Professora, o que é pardal? – perguntou o Nichita.
- É um pássaro. - respondi-lhe eu.
 
“Olha, queres ver que ainda temos de ir lá fora procurar um pardal?” - comentou o David mais ou menos em voz baixa.
 
Leonoreta

publicado por leonoreta às 20:11

link do post | comentar | favorito
|

5 comentários:
De António a 28 de Novembro de 2008 às 21:37
Olá, querida Leonor!
Agora, ainda escreves menos do que eu...eh eh

Já tinhas escrito dois ou três posts com o Nichita como figura central.

Deve ser interessantíssimo ver a evolução de um petiz ao aprender um novo e bem diferente idioma.

Gosto dos teus textos sobre a escola es os catraios.

Beijinhos


De leonoreta a 1 de Dezembro de 2008 às 16:12
é verdade antonio
agora nem escrevo para esconder na gaveta quanto mais para por no blog.
uma desgraça de inspiração que me esta a levar a uma crise de esferografica, rsss
beijinhos


De mac a 28 de Novembro de 2008 às 23:59
É interessante ver estes progressos e esta curiosidade. Parabéns pela tua coragem por te dedicares face a esta luta que os professores enfrentam.


De Daniel Aladiah a 3 de Dezembro de 2008 às 11:47
Querida Leonor
Diria que há novas fontes de motivação em dar aulas a imigrantes.
Boas festas!
Um beijo
Daniel


De lina a 24 de Fevereiro de 2009 às 13:41
Olá li o seu artigo e acho muito bem. por acaso gosto muito de linguas e de aprender novas culturas ultimamente estou aprendendo idiomas sobre http://pt.lingueo.com
Lingueo é uma rede social para a aprendizagem e o ensino de línguas estrangeiras, permite a comunicação em tempo real entre professores e alunos utilizando uma webcam e um microfone, permitindo assim de falar com nativos.

é mesmo interesante até breve e boa continuaçao para o seu blog


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.tags

. todas as tags

.links

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds