Tudo o que eu escrevo é de improviso. Um improviso pensado.

.posts recentes

. Reforço positivo

. Tenho rezado todos os dia...

. Relembrando Eça

. Marx avisou

. Onde arranjar metáforas?

. Esperar é uma virtude

. Aprender uma língua

. A culpa é do remador

. Ralhar não dói

. Escrever também cansa

.arquivos

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

Domingo, 3 de Junho de 2007

Fragmentos dela, dele e às vezes dos outros (1)

Quando ela chegou ele já lá estava. Fingiu que não o viu.

 

- Olá.- disse ele.

 

Ela virou a cabeça na sua direcção. Fingiu surpresa

 

- Olá. – disse ela.

 

Andaram pelas tábuas de madeira até ao cimo da duna até avistarem o mar. Dia frio de Inverno, de céu azul limpo de nuvens. Os raios de sol animavam  a tarde.

 

- Não é formidável estar aqui a ver o mar? – perguntou ele

- É. – respondeu ela

 

A espuma das ondas enrolavam na areia. Lembrou-se da canção.

 

- Tiveste saudades?- perguntou ele

- Faz um ano. Já não me lembrava de nada.

- Eu lembrava-me de tudo.

 

Também ela. Mas fingiu não se lembrar.

da Leonoreta

 


publicado por leonoreta às 17:19

link do post | comentar | favorito
|

5 comentários:
De Arte por um Canudo a 7 de Junho de 2007 às 13:01
Leonor é muito fácil colocar a forma do blog ao nosso gosto. Depois de entrares e na parte esquerda onde diz Gestão do Blog é onde podes pôr o cabeçalho e links. carregando na personalização e onde diz básica escolhes ao teu gosto o template quantas vezes quiseres que não perdes o que tens escrito.Os links repara que é nessa parte e depois de carregares aparece numa caixa categorias e noutra links. Primeiro carregas na folha branca de categorias para dares um título aos links que queres aí, por exemplo " Educação", só depois é que abres a folha branca na parte dos links e verás que é muito fácil.Vai perguntando estarei disponivel.Bjs


De Paulo sempre a 7 de Junho de 2007 às 14:56
Há quotidianos de instantes que, por vezes, desfalencem os mais secretos segredos. Estas coisas do amor e das quimeras só têm o seu "palco" numa desesperada procura do absoluto. Nem sempre o amor tem o sentido lúdico da festa...
A osmose, o absoluto, a armonia são, também, feitos de "pedacinhos" de fél...

Beijo
Paulo

PS: Obrigado pela visita


De Arte por um Canudo a 7 de Junho de 2007 às 15:40
Quantas vezes o nosso coração nos atraiçoa por tentarmos fingir certas emoções. O coração perde a razão em muitas situações. Que surpresa dizem eles!.mas o coraçãojá há muito tinha comunicado.Bjs


De Arte por um Canudo a 7 de Junho de 2007 às 15:42
Aos poucos consegue-se Leonor. Agora os links


De cm a 22 de Junho de 2007 às 14:19
vi ler neste primeiro dia de verão...esse teu olhar de inverno sobre o mar....um abraço

Carlos


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.tags

. todas as tags

.links

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds