Tudo o que eu escrevo é de improviso. Um improviso pensado.

.posts recentes

. Reforço positivo

. Tenho rezado todos os dia...

. Relembrando Eça

. Marx avisou

. Onde arranjar metáforas?

. Esperar é uma virtude

. Aprender uma língua

. A culpa é do remador

. Ralhar não dói

. Escrever também cansa

.arquivos

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2008

A escola é uma prisão

Há muito tempo que não escrevo sobre a escola. O motivo procuro agora para explicar a premissa anterior. A mudança brusca que se tem verificado no sistema de ensino apanhou integralmente o meu espírito às adaptações exigidas pelo ministério da educação a afastou-me daquilo que realmente gosto de fazer: dar a aula.
 
Deitei as preocupações do não saber fazer segundo a alínea do artigo tal do despacho não sei quantos que, decerto me atrasará no progresso da carreira e recomecei a dar a aula. A inventar novas maneiras de dar a conhecer o lobo mau e, à conta dele, do lobo mau, dou a letra B, faço revisões da letra L, no ditongo AU em português; agrupamos em dezenas as telhas que o lobo fez voar da casa de um dos porquinhos e verificamos que os pelos do lobo não são escamas nem são penas em estudo do meio.
Depois fazemos um desenho. Toca. Todos arrumamos as coisas. Mas não vamos para casa. Eu vou fazer super visão de actividades extra curriculares e eles vão para essas actividades. Ainda assim eu saio mais cedo do que eles. Depois de cinco horas de aulas, hora e meia de actividades, os miúdos ainda têm que estar no ATL. Ao todo, muitos passam onze horas na escola.
Às cinco e meia finjo que arrumo a escola na gaveta até ao dia seguinte. Sigo em direcção ao portão.
- Vais-te embora professora? – pergunta-me a Rafaela, uma miúda pequenina, linda de olhos verdes que fez seis anos em Novembro e que não quer aprender as letras pelos livros mas que não se importa de brincar com  cartõezinhos quadrados coloridos onde . eu desenho sílabas para ela juntar.Ainda não percebeu que a enganei e que sem ela querer já aprendeu a ler.
- Vou Rafaela. Até amanhã.
Fecho o portão alto atrás de mim. Ela ainda me acompanha uns metros do lado de dentro das grades da escola. A escola parece uma prisão.
 
 Leonoreta

publicado por leonoreta às 20:54

link do post | comentar | favorito
|

11 comentários:
De António a 22 de Fevereiro de 2008 às 21:55
Olá, Leonor!
Achas mesmo que as escolas parecem uma prisão?
As crianças não estão melhor lá do que na rua ou sozinhas em casa enquanto os pais trabalham?

Beijinhos


De leonoreta a 23 de Fevereiro de 2008 às 10:03
ola antonio
a questao é que houve uma transformação na sociedade em que a familia delegou para outros responsaveis a educação e o tomar conta dos seus filhos. por motivos economicos prendem-se os miudos na escola. para que os educaroes possam tomar conta destas crianças num minimo personalizado e nao massificado teriam que ser mais e nao sao.
as vezes tenho cinco miudos de volta de mim a falarem ao mesmo tempo.
beijinhos


De almapater a 23 de Fevereiro de 2008 às 02:17
nos anos 80, havia uma série de televisão, passada em Itália, onde um professor primário, reinventava a aprendizagem, para uma turma difícil. A sala de aula, saltava para o campo, para a planta, o bichinho, o sorriso, e o olhar no longe. Sempre a imaginei a si, nesse jeito de construir saber. Não sei se sim, se sopas, mas sei do horizonte largo e abrangente, da sua ideia de liberdade. Sei também, por isso, das grades da prisão da sua escola...
Que pena vc, não ter mais tempo, para fazer crescer ainda mais asas, nas cabeças dos seus meninos. É que cada vez que um voa, voa consigo. E não há gardes que resistam, ao voo de um pensamento.


De leonoreta a 23 de Fevereiro de 2008 às 10:09
essa serie que fala nao vi mas presumo que seja a pedagogia reeinventada de maria montessori.
das 4 paredes da sala de aula nao posso sair literalmente para o exteriror mas saimos todos só num salto para a metafora. á nossa volta há castelos e florestas de tubos de papel higienico reciclados
ensino a dar o salto o salto para o sonho e a desfaze-lo tambem como em ortega e gasset "quando ensinares ensina tambem a duvidar daquilo que ensinas". mas não é para ficarmos compena que o sonho acaba mas sim para sabermos que o sonho pode ser possivel.
beijinhos


De heretico a 23 de Fevereiro de 2008 às 22:19
é mister dos professores ensinar... bem!

gostei.


De pedro alex a 25 de Fevereiro de 2008 às 21:49
Pois, de ensino nada pesco.
Lembro-me que a minha escola era, devido à prof., um campo de concentração. Aquilo era reguada e bananada a torto e a direito. Enfim, tempos idos. Hoje, solidarizo-me com os profs., são porreiros e já não dão porrada lol.
A ti solidarizo-me de olhos vendados e lembro-me de que as grades somos nós que as criamos.
Bjs.


De Daniel Aladiah a 27 de Fevereiro de 2008 às 20:09
Querida Leonor
E nem com tanta hora na escola, eles chegam melhor preparados. Sei que não enfias a carapuça e que a maior parte dos professores não tem culpa alguma neste pseudo-sucesso escolar obrigatório em que o nosso país mergulhou. Pagaremos (já estamos a pagar) a factura mais tarde, quando vivermos as consequências de tanto licenciado sem qualidade.
Já agora, gostava de ouvir de ti que medidas tomarias se mandasses na educação, pode ser? :)
Um beijo
Daniel


De heretico a 28 de Fevereiro de 2008 às 23:08
não queres conhecer o que o Ramalho Ortigão "pensa" sobre as questões de ensino?


De vieira calado a 4 de Março de 2008 às 22:43
Também fui professor e, por aquilo que oiço, está pior do que estava.
Cumprimentos


De rui caetano a 5 de Março de 2008 às 19:17
A escola precisa de mudanças certas, sérias e profundas.


De elizabeth gil a 22 de Fevereiro de 2009 às 20:39
oieeee..sou professora em uma escola na prisao no rj. se algum professor ou ex-detento quiser contar algum fato sobre violencia na escola ou outro qqer entrem em contato. trabalho com memoria e luto pelo cumprimento da lep. gilsonbethlima@oi.com.br


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.tags

. todas as tags

.links

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds